movimentação de cargas

Em vez de ler, que tal ouvir?

A movimentação de cargas é um ponto muito sensível de todo atacado distribuidor. Quando feita corretamente, ela se torna um fator de grande relevância na economia de custos, permite maior sucesso nas entregas e ainda garante a simplificação de processos de uma forma eficiente e segura.

Por isso, o artigo de hoje trata da importância de realizar um trabalho adequado de movimentação de cargas, e mostra quais são os principais prejuízos evitados quando um bom trabalho de logística é realizado. Acompanhe.

O que é movimentação de cargas e qual seu impacto nos negócios

Por definição, quando falamos de movimentação de cargas, estamos nos referindo a uma parte importante da logística de distribuição. Sua principal finalidade é abastecer os clientes dentro dos prazos estabelecidos no momento da negociação/fechamento do pedido. Quando bem realizada, ajuda a estruturar fretes eficientes e com menor custo para a empresa e para o cliente, o que é um diferencial significativo no mercado.

Hoje em dia, a movimentação de cargas é uma crescente preocupação do mercado logístico brasileiro, que já percebe os grandes benefícios que um trabalho bem realizado nessa área pode trazer para os negócios.

A eficiência na movimentação de cargas garante que o negócio mantenha a reputação com os seus clientes já fidelizados, e atrai uma clientela ainda maior, interessada no seu diferencial: a logística competente e que não atrasa.

Investir em melhorias na movimentação de cargas e na sua integração através de sistemas e canais de comunicação em tempo real garante que você se mantenha sempre em um ótimo patamar no mercado e, também, possibilita uma grande economia para atacadistas distribuidores.

Em suma, movimentar as cargas com eficiência significa empregar estratégias e ferramentas para agilizar as operações. Também resulta em mais segurança, além da entrega de um serviço de ótima qualidade, que é sentido pelos clientes, gera satisfação e potencializa resultados.

→ Confira também as nossas dicas em vídeo:

Problemas gerados pela falta de uma boa gestão de movimentação de cargas

Entregas em endereço errado, rotas que gastam muito combustível, atrasos na entrega e danos estruturais ao produto são prejuízos que você pode enfrentar se não realizar uma sistematização adequada da movimentação de cargas.

Neste tópico, vamos explorar alguns desses problemas e mostrar como uma gestão eficiente em movimentação de cargas vai lhe ajudar a saná-los.

Falta de fluxos de movimentação claros e objetivos

Ao não ter uma estratégia bem estruturada de movimentação de cargas, a empresa não consegue estabelecer fluxos claros e objetivos. E isso é bastante problemático, pois os fluxos de movimentação são a base para etapas, como localização de produtos, insumos e materiais dentro do armazém.

Isso também é um problema, pois a operação fica confusa, impactando, por exemplo, na falta de planejamento do layout, que prejudica toda a formulação logística.

Empresas que não fazem uma boa gestão de movimentação de cargas, normalmente, não fazem uso de ferramentas como a curva ABC (que facilita a separação dos produtos no estoque conforme sua importância relativa), perdendo, assim, o controle de seus estoques. Como resultado, fica cada vez mais difícil controlar e otimizar custos, e, também, manter um bom nível de atendimento aos clientes.

→ Leia também: Como fazer a gestão de custos logísticos no atacado? 

Rotas não otimizadas

Às vezes, as entregas podem atrasar simplesmente porque, durante o caminho, algum engarrafamento tomou muito tempo do motorista.

Esse problema pode ser facilmente resolvido com soluções simples dentro da gestão de movimentação de cargas. Algumas empresas já trabalham com softwares que guiam o motorista pela melhor rota de entrega possível, evitando áreas de grande concentração de veículos e reajustando seu trajeto em casos de imprevistos.

Esse controle de rotas é fundamental para a otimização da movimentação de cargas, já que você consegue entregar tudo em tempo e ainda economiza combustível ao escolher a rota mais curta para o seu destino.

→ Leia também: Como a roteirização inteligente reduz seus custos?

Falta de monitoramento das entregas

Outro grande problema causado pela má gestão em movimentação de cargas é a falta de comunicação eficiente entre os entregadores e os supervisores de estoque.

É importante que todo o setor de entregas funcione em conjunto, para que as rotas sejam respeitadas de acordo com os conhecimentos do supervisor, que sabe quais são as mais críticas e as que podem esperar um pouco mais.

É necessário um canal de comunicação com os motoristas e um sistema que permita o acompanhamento das entregas para que você saiba exatamente onde eles foram e irão a seguir. Com isso, é possível estimar para o cliente com a maior exatidão possível quando a entrega será realizada.

→ Leia também: A importância do monitoramento de entregas na otimização de rotas.

Depreciação da carga

Quando se trabalha com a entrega de produtos perecíveis, é importante atentar para a sua natureza na hora da entrega.

Por isso, a movimentação de cargas deterioráveis deve ser absolutamente roteirizada, com um planejamento que priorize, sempre, a entrega de produtos perecíveis, e que seja inteligente, ou seja, capaz de lidar com os prazos, ao mesmo tempo em que leva a depreciação da carga em consideração.

Já existem sistemas capazes de realizar essa roteirização, dando estimativas de tempo de entrega e até de descarga, para que você possa controlar minuciosamente seus prazos e o de expiração da mercadoria.

Falta de integração

A integração de várias ações e métodos em sistemas digitais é a grande aposta para o futuro da movimentação de cargas.

Hoje em dia, saber tudo o que se passa nas suas rotas é fundamental para elaborar estratégias cada vez melhores e oferecer suporte em tempo real. É assim que os atrasos desaparecem e as dificuldades de organização e de pessoal são sanadas.

Portanto, procure empresas da área e conheça as soluções que estão sendo apresentadas para maximizar o seu retorno sobre o investimento.

Perda de controle de gastos com combustível

Em um nível ainda mais prático, quando a movimentação de cargas não é realizada de maneira sistematizada e estratégica, a empresa pode perder o controle de seus custos com combustíveis – isso tanto internamente (com empilhadeiras, por exemplo) quanto com a frota que transporta mercadorias entre armazéns e também nas entregas aos clientes.

Insatisfações e baixa produtividade da equipe

Por fim, é muito importante pensar a gestão de movimentação de cargas no que diz respeito à produtividade das equipes (do conjunto de profissionais que compõe a gestão logística).

Uma movimentação de cargas ineficiente e amadora sobrecarrega os profissionais, gera stress e cansaço físico, o que resulta em insatisfações laborais e torna o dia a dia operacional pouco produtivo.

Portanto, os esforços de melhoria na gestão de movimentação de cargas também devem contemplar capacitação dos trabalhadores, entrega de ferramental e recursos tecnológicos. Além disso, é importante investir em treinamentos e reciclagens de conhecimentos relativos a métodos de trabalho e uso de sistemas e equipamentos.

Conclusão

Como vimos, a movimentação de cargas é uma parte muito importante da logística de distribuição. Quando bem realizada, ela torna os fluxos de trabalho mais claros e eficientes, facilita a roteirização e o monitoramento de entregas. Também torna tudo mais integrado e, portanto, mais fácil de gerenciar, além de impactar em questões bastante práticas, como o controle de gastos com combustível e a produtividade do time.

Portanto, cuidados na movimentação de carga são tão importantes quanto os no transporte e no armazenamento. Aliás, eles estão sob o guarda-chuva da gestão logística e são muito importantes para o dia a dia operacional e estratégico das organizações.

Ao estruturar uma boa gestão de movimentação de cargas, a empresa consegue controlar rigorosamente os pedidos e as entregas, mantém sua frota atualizada, guarda dados que ajudam as decisões dos gestores e do time, melhora a comunicação interna – enfim, são muitos os benefícios que vão ser sentidos nos resultados obtidos e, também, em como o mercado percebe o negócio.

Como está a movimentação de cargas em sua empresa? Venha conhecer as soluções da Máxima Tech e ver como podemos ajudá-lo a melhorar gerenciamento de entregas e outras rotinas!