Em vez de ler, que tal ouvir?

O controle deficiente do custo logístico pode resultar em fortes impactos para a empresa. Segundo uma pesquisa da Fundação Dom Cabral, esses custos representaram 12,37% dos gastos das empresas em 2017.
Leia mais

Em vez de ler, que tal ouvir?

Em um mercado cada dia mais competitivo, cada dia de entrega faz a diferença. Ao mesmo tempo, a logística no atacado distribuidor é cobrada continuamente para reduzir os custos enquanto mantém o mesmo nível de qualidade de serviço. Parece difícil balancear as duas coisas, mas não é se você conhece o conceito de lead time em logística de entrega.

Leia mais

 

Em vez de ler, que tal ouvir?

O controle de frota é o processo que permite o gerenciamento das informações de frota e ativos, incluindo desde a compra, manutenções, roteirização até a disponibilidade dos veículos.

Por isso, o controle de frota está associado à redução de custos, ganho de eficiência operacional e otimização do tempo de vida útil dos caminhões.
Leia mais

Em vez de ler, que tal ouvir?

Nos últimos anos, o conceito de processos logísticos integrados se espalhou a ponto de substituir a logística tradicional. Esta era amplamente entendida como o simples ato de transferir matérias-primas e produtos acabados de um lugar para outro.

Hoje, porém, a logística se expandiu além deste conceito. Apoiada pela tecnologia, a logística integrada representa um fluxo muito mais eficiente, que conecta todas as pontas do processo logístico de forma fluída e sem obstáculos.

Então, como exatamente funciona a logística integrada? Este é o assunto do nosso artigo de hoje! Acompanhe. Leia mais

gerenciamento de risco-2

gerenciamento de risco

Em vez de ler, que tal ouvir?

O gerenciamento de risco logística é um cuidado importante que as organizações adotam para aumentar sua eficiência na entrega de mercadorias. Quanto mais claras são as respostas aos principais riscos, menores são os impactos negativos e custos para a empresa.

Quando falamos sobre gerenciamento de risco logística, os gestores sabem muito bem do que estamos falando: roubo de carga, avarias, extravios, problemas com a frota, desorganização no estoque, falhas humanas, entre vários outros casos.

Felizmente, é possível contornar essas situações com um processo de gerenciamento de risco logística. Quer entender como colocar isso em prática? Confira logo a seguir!

Leia mais

cross docking-2

cross docking

Em vez de ler, que tal ouvir?

Agilidade é um ponto central quando falamos de entrega de produto. Garantir velocidade e eficiência, porém, exige um processo logístico muito bem estruturado e que consiga se adaptar aos demais processos e demandas do atacado distribuidor. Um sistema de distribuição de mercadorias que vem tendo destaque na gestão logística é o chamado cross docking. Você já ouviu falar sobre essa estratégia?

Sabemos que não existe uma única fórmula pronta e que sirva para toda logística. A forma como o armazenamento, estoque, transporte e outros processos ocorrem influenciará e ajustará sua estratégia. Da mesma maneira, existem modelos diversos de gestão de logística, com seus desafios e objetivos específicos.

Assim, é importante saber avaliar as vantagens da operação que podem trazer melhores resultados para sua empresa, seus centros de distribuição, para a equipe como um todo e, claro, para seu cliente.

Pensando nisso, hoje falaremos mais sobre o cross docking e quais são seus benefícios para o atacado distribuidor. Acompanhe a leitura e descubra mais sobre porque essa tem se tornado a opção escolhida por tantas empresas.

Leia mais

calculo de cubagem

Em vez de ler, que tal ouvir?

As exigências no setor de logística do atacado distribuidor crescem a cada dia, e é aqui que se encaixa o cálculo de cubagem no transporte de cargas – e é fácil entender o porquê. Com o mercado B2C entregando ao consumidor final cada dia mais rápido, os consumidores no mercado B2B passam a querer o mesmo nível de serviço.

Hoje, é essencial oferecer a melhor experiência de compra possível — e a logística do atacado distribuidor é parte fundamental disso. No entanto, ainda existem muitos desafios para chegar lá.

Para começar, nos últimos anos, o país viu poucos investimentos na infraestrutura das suas estradas, o principal modal de transporte brasileiro. Em 2020, o valor destinado pelo Governo Federal para obras de infraestrutura foi o menor desde 2001.

Além disso, outro ponto impacta diretamente na operação do atacado distribuidor: a alta da gasolina. Foram 11 meses consecutivos de alta nos preços, aumentando consideravelmente os custos logísticos.

Todas essas mudanças exigem uma coisa do gestor de logística: ser mais eficiente. Em outras palavras, isso quer dizer planejar as cargas de forma a fazer mais entregas, em menos tempo e com menos viagens.

Para conseguir isso, um ponto essencial do planejamento de cargas é o cálculo de cubagem. Mas antes, quais as responsabilidades da logística quando o assunto é planejar as cargas?

Leia mais

Em vez de ler, que tal ouvir?

A gestão de frota de caminhões em um atacado distribuidor apresenta um conjunto único de desafios. Os custos de combustível, manutenção, segurança dos motoristas e uso dos veículos estão entre as muitas preocupações que tiram o sono dos gerentes de logística.

Mas há um obstáculo que leva a maiores dores de cabeça do que os outros: a logística de distribuição. Essa atividade é essencial para manter a operação funcionando da maneira mais eficiente e com os menores custos.

Para que você saiba como otimizar a distribuição de caminhões e evitar a ociosidade, vamos conferir uma série de dicas para a eficiência na gestão de frota. Vamos lá? Leia mais

Em vez de ler, que tal ouvir?

O avanço tecnológico dos últimos anos potencializou a oferta de soluções logísticas para atacado. E isso tem a ver também com a transformação do próprio mercado atacadista, que está cada vez mais sistematizado e orientado por dados.

Com a computação em nuvem, gestores de atacado entenderam que não precisam mais fazer grandes investimentos em infraestrutura de TI. Eles agora podem usufruir de recursos tecnológicos de maneira virtual, sem a necessidade de passar por longos períodos de implantação, entre outras facilidades.

Contudo, a miríade de opções disponíveis pode dificultar a escolha. Afinal, com a grande oferta, separar o joio do trigo também passa a ser algo complexo.

Pensando nisso, resolvemos trazer, neste artigo, uma série de indicações de soluções logísticas visando facilitar as melhores escolhas. Antes, mostramos por que as ferramentas para logística são tão importantes e ambientamos a maturidade desse mercado no Brasil em contraste com a tecnologia.

Continue lendo para ver como é possível escolher e implementar ferramentas que vão transformar a gestão logística do seu empreendimento atacadista! Leia mais

Em vez de ler, que tal ouvir?

Para muitos atacadistas e distribuidores, a gestão da frota traz à tona uma questão difícil de ser solucionada: a terceirização da frota vale a pena?

As organizações, geralmente, terceirizam a frota em busca do aumento de eficiência, redução de custos e pela possibilidade de focar mais nas atividades principais do negócio.

No entanto, a terceirização pode significar perder visibilidade e controle da frota, e não saber se ela está ou não sendo operada em sua melhor forma.

Existem bons argumentos para ambos os lados: tanto para a terceirização da frota quanto para manter o gerenciamento interno.

Nenhuma solução se adapta a todas as empresas. Em última análise, você precisará analisar sua própria situação e decidir qual curso de ação se adequará melhor às necessidades de sua empresa.

Neste artigo, apresentaremos as vantagens e desvantagens dos dois modelos para que possa fazer isso. Continue lendo conosco! Leia mais