logística de transporte no atacado distribuidor
Em vez de ler, que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo:

Uma das razões pelas quais a gestão da logística de transporte se torna ineficaz é tentar entendê-la isoladamente. Na verdade, ela é interdisciplinar, e está relacionada a vários processos operacionais na empresa, seja na área de seguros, de boas práticas administrativas, de soluções de automação, etc.

Neste artigo, vamos ajudá-lo a refletir sobre este tema, falando um pouco mais sobre o processo de logística de transporte para entender o que perpassa o seu sucesso total. Acompanhe.

O que é logística de transporte?

A logística de transporte é uma área voltada à investigação e melhoria dos processos operacionais relacionados efetivamente ao transporte de cargas, sejam elas quais forem.

Por isso, quando falamos em gerenciamento de logística de transporte, estamos nos reunindo a um campo que exige habilidades de precisão, análise e negociação. Na prática, ele é parte integrante da entrega de mercadorias dos fornecedores aos clientes.

Porém, esse entendimento é um pouco mais profundo do que se entrevê inicialmente. É preciso olhá-lo de uma maneira mais panorâmica; entender sua importância, conhecer os principais desafios relacionados, ver quais riscos ele ajuda a mitigar etc.

Tudo isso você vai ver nos tópicos que seguem — o que vai te ajudar a entender em profundidade o que é a logística de transporte e como ela pode ajudar a reduzir prejuízos nos processos de entregas de mercadorias!

→ Ouça, a seguir, o podcast: nossos especialistas falam sobre os desafios e estratégias para a logística de transporte no atacado distribuidor!

Qual a importância do bom gerenciamento de logística de transporte?

O gerenciamento de transporte é muito estratégico nas empresas, especialmente aquelas que atuam no mercado atacadista distribuidor.

Visualize o gerenciamento da logística de transporte como o grande orquestrador da entrega de mercadorias aos seus clientes. Tudo e todos os envolvidos na entrega de produtos ou materiais são abrangidos pelo gerenciamento da cadeia de suprimentos, incluindo o gerenciamento da logística de transporte.

Os especialistas em logística precisam se concentrar no transporte, especificamente no planejamento e na aquisição eficiente de transporte de produtos e materiais.

Pense em uma logística com diversos modais de transporte, que envolve trens, caminhões, navios e aviões (não necessariamente todas essas modalidades juntas) para transportar mercadorias, todos os dias. O conhecimento das regras, regulamentos, benefícios e custos associados a esses modos de transporte é necessário para os profissionais desse campo.

Para ter sucesso, os gestores de logística de transporte também podem precisar de fortes habilidades em planejamento estratégico, atendimento ao cliente, liderança e matemática – e, cada vez mais, precisam se ancorar na tecnologia.

Quais os principais desafios para o gerenciamento de logística de transporte?

A seguir, confira oito dos principais desafios enfrentados pelo gerenciamento de logística de transporte.

Constante melhoria nos processos de negócios

Não obstante à necessidade de novas tecnologias, cresce a cada dia o desafio do setor de logística em se manter atualizado sobre os novos avanços nos processos de negócios. Aproveitar essas oportunidades parece atraente, mas a adoção e a integração exigem muito conhecimento e investimentos constantes.

Regulamentos do governo

As transportadoras e os atacadistas enfrentam regulamentos de conformidade significativos impostos pelas autoridades federais, estaduais e locais. Com as constantes reformas no governo brasileiro, os gerentes de logística de transporte precisam ficar atentos às mudanças nas regras para evitar multas, por exemplo.

→ No vídeo abaixo falamo sobre a mudança realizada na tabela de fretes. Confira!

Economia

Com a economia nacional avançando em um ritmo mais lento do que o esperado, é preciso lidar com a baixa oferta de crédito, entre outros desafios.

Um exemplo bastante palpável é o aumento nos preços dos combustíveis, algo que está acontecendo com frequência nos últimos anos no Brasil. Com isso, aumentam os custos de transporte (taxas de frete, por exemplo) – e isso impacta diretamente os custos de operação que, sem um controle rígido, podem reduzir as margens de lucro.

Melhor atendimento ao cliente

Os clientes querem total transparência em relação a onde sua entrega está sempre. Atualmente, a localização de um pacote é tão interconectada quanto uma rede social.

De fato, à medida que as expectativas dos clientes aumentam, sua disposição de pagar pelo envio rápido diminui, o que faz com que os gestores de logística de transporte tenham que criar alternativas que, ao mesmo tempo que preservem a empresa, atendam às exigências dos consumidores.

Fidelize clientes com a logística de trasporte

Escassez e retenção de talentos

A contratação e a retenção de motoristas e outros profissionais importantes na cadeia de logística de transporte também é um desafio constante.

Gerir talentos deixa de ser uma preocupação apenas dos departamentos de recursos humanos, e passa a fazer parte do dia a dia dos gestores de logística.

Quais são os riscos que podem ser mitigados pela boa logística de transporte?

Agora, o que, na prática, a logística de transporte faz? Talvez a resposta mais contundente para esta pergunta seja: prevenir e reduzir riscos.

Nós sabemos, cair na estrada com uma carga valiosa é um cenário que possui seus riscos — isso é inegável. Por outro lado, a principal característica de qualquer negócio é a correta gestão dos riscos, sendo que essa atitude deve ser pautada por um gerenciamento eficiente, buscando sempre maneiras de ou reduzi-los, ou ter planos de ação para minimizar o seu impacto.

O bom gerenciamento de transporte é o fiel da balança nesta equação: ele pavimenta o caminho para que a empresa seja arrojada e competitiva (se arrisque por um bem maior), mas evita que ela viva na corda bamba.

Mas, quais são os riscos com os quais a logística de transporte lida no seu dia a dia operacional? Os principais você vai ver nos tópicos que seguem!

Roubos de carga

De acordo com um estudo da consultoria BSI Supply Chain Services and Solutions, o Brasil concentra 90% dos roubos de carga na América do Sul. Desse volume de incidentes, 88% representam ataques a caminhões.

A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC) apontou recentemente que, se bem houve uma redução de ocorrências em 2018 em relação a 2017, os 22 mil casos de roubos a caminhões geraram prejuízos na casa dos 2 bilhões de reais à economia brasileira.

Portanto, estamos diante de uma realidade com a qual os gestores de logística de transporte têm que lidar. Esse é um desafio bastante complicado por suas características de imprevisibilidade.

Se a segurança pública depende de fatores bem mais estruturais, os gestores de transporte logístico podem minimizar os impactos com seguros abrangentes, sistemas de automação de logística, acompanhamento em tempo real e treinamentos extensos para os motoristas.

Atrasos por desvios de rota

A tradicional Pesquisa CNT de Rodovias, feita pela Confederação Nacional de Transporte, apontou que, em pleno 2019, apenas 41,0% da malha rodoviária brasileira é considerada ótima ou boa. A grande maioria das estradas pavimentadas (59,0%) apresenta algum tipo de problema, e é considerada regular, ruim ou péssima.

Diante dessa realidade, não são poucas as vezes em que a rota programada contém desvios por conta de falhas na infraestrutura, obras, acidentes etc.

Para além dessa questão estrutural, há os imprevistos do dia a dia. Por exemplo, muitos motoristas, talvez por tomar uma saída errada, acabam atrasando as entregas. Essa situação é complicada, já que atrasos podem configurar violações no contrato, e ser passíveis de multa.

Esse problema é resolvido com a logística de transporte apoiada por soluções de automação, que permitem uma programação de rotas mais contundente e o acompanhamento e a comunicação em tempo real, garantindo que alterações emergenciais possam ser feitas.

Um processo de comunicação bem estabelecido aliado ao acompanhamento do motorista é a melhor forma de lidar com esses imprevistos que, infelizmente, também estão fora do controle. Isso é o que chamamos de gestão de ocorrências.

Danos à mercadoria

E os problemas de infraestrutura das estradas somados a erros dos profissionais podem causar avarias às mercadorias transportadas. O volume de perdas causado por danos às mercadorias em transporte também faz escoar grande parte da riqueza nacional.

No dia a dia das transportadoras, quando a paletização e o acondicionamento da mercadoria é feita de forma não satisfatória, podem ocorrer danos aos produtos sendo transportados.

Para lidar com essas situações, a logística de transporte estabelece métodos de empacotamento e acondicionamento voltados para a realidade dos ativos sendo transportados.

→ Veja no vídeo nossas dicas para organizar bem suas mercadorias no caminhão, evitando danos e outros problemas nas entregas.

Danos ao relacionamento com clientes

Por fim, uma dimensão que jamais pode ser ignorada: os riscos mencionados acima (combinados ou acontecendo isoladamente) podem minar o relacionamento da empresa com o mercado.

A ruptura no ciclo de abastecimento compromete diretamente o relacionamento com o cliente.

Exemplos? Devido ao atraso do material para compor a linha produtiva ou para garantir vendas, muitos varejistas buscam reparação de suas perdas aplicando multas previstas em contrato e, em casos mais extremos, recorrendo à justiça para obter indenizações.

Cabe ao gerenciamento de logística de transporte equalizar tudo para evitar que os clientes se sintam prejudicados. Por exemplo, é possível usar a tecnologia para roteirização de entregas. Dessa forma, garante-se controle total, do planejamento de itinerário à montagem das cargas, passando por conhecimento geográfico, programação de atendimento ao cliente etc.

Saiba mais sobre roteirização no ebook abaixo!

Roteirização Logística

Como evitar prejuízos durante a entrega com a logística de transporte?

A logística de transporte tem como principal responsabilidade a redução de prejuízos na entrega, e se pauta, principalmente, na preparação e em planos de resposta contundentes e ágeis.

Além disso, ela é, essencialmente, postura, por assim dizer: estar comprometido em evitar riscos e mitigá-los é a função do gestor, que deve sempre procurar novos meios de melhorar os processos. A isso, damos o nome de melhoria contínua. Mas como promovê-la?

Entenda a sua operação

Fundamentalmente, é necessário entender como a sua operação funciona como um todo. Procure saber o que influencia o processo logístico, as operações que impactam positiva e negativamente o seu funcionamento e estabeleça um panorama geral da logística de transporte na sua empresa.

Planejamento e acompanhamento

É fundamental planejar rotas e ter planos de ação para o caso de problemas na estrada antes do caminhão sair. Soluções de automação garantem essa possibilidade e trazem praticidade e confiabilidade a essa tarefa.

Além disso, também é importante ter um acompanhamento em tempo real do trajeto, com um canal de comunicação seguro para alterações e direcionamentos para o motorista em caso de problemas.

Controle de estoque

Para facilitar a logística de transporte e obter resultados mais satisfatórios, ter um controle de estoque é tão primordial que essa dica pode até soar como clichê.

É ele que norteia grande parte dos processos de logística, sendo que, quando é bem realizado, você tem ganhos com a agilidade dos seus processos, a certeza de uma entrega sem contratempos e erros na contagem, e a segurança de atender a todas às demandas sem faltas de produtos descobertas tarde demais.

→ Confira também: Custo de entrega: como calcular e 5 dicas para reduzir!

Como tornar a logística de transporte da sua empresa mais eficiente?

Confira agora algumas dicas mais específicas para auxiliar na logística de transporte.

Melhore a paletização e o carregamento

Procure sempre fazer uma paletização adequada e um carregamento seguro fazendo a distribuição de produtos correta dentro do caminhão.

Não deixe vãos livres, já que eles representam espaço a mais para que caixas caiam e produtos se danifiquem. Quando mais “presa” estiver sua carga, menos chances de ter problemas na entrega.

Otimize embarque e desembarque

Dê atenção especial ao embarque e desembarque das cargas, e invista em treinamentos para especializar os seus colaboradores que trabalham com elas.

Revise o acondicionamento das mercadorias

Dê atenção especial à embalagem dos produtos, e realize testes para comprovar a eficiência do seu modelo de acondicionamento de mercadorias.

Dessa forma, os prejuízos com danos são minimizados, e você evita problemas na entrega relacionados a produtos danificados.

Invista em tecnologia digital

A tendência, hoje em dia, é o digital. Invista em softwares de logística de transporte e comece a aproveitar das suas funcionalidades, como o acompanhamento do trajeto em tempo real, canais de comunicação eficientes, planejamento de rotas etc.

Vídeo: como melhorar o processo de entrega no atacado distribuidor?

Para finalizar, preparamos um vídeo com cinco dicas para melhorar o processo de entrega e ajudar a diminuir seus gastos com logística de transporte no atacado distribuidor:

Conclusão

Como vimos, a logística de transporte é bastante estratégica para as organizações do atacado distribuidor. Ela precisa ser gerida com bastante critério, pois lida com desafios que vão além de suas atribuições e precisa fornecer respostas em tempo hábil para o dia a dia dos negócios.

A boa notícia é que, agora, não faltam recursos tecnológicos para auxiliar no cotidiano da logística de transporte. Soluções em nuvem podem ser operadas via dispositivos móveis, o que amplia a flexibilidade dos profissionais da operação, ao mesmo tempo que dá aos gestores meios de tomar decisões amparadas em dados reais e insights valorosos.

Quer saber como aproveitar das vantagens do digital na logística de transporte? Conheça nossas soluções e entre em contato para agendar uma demonstração! Até a o próximo artigo.

Fabrício Santos

Especialista em Logística em MáximaTech
Especialista em logística para o atacado distribuidor com 14 anos de atuação na área e apaixonado por reduzir o custo logístico dos clientes Máxima.
Fabrício Santos