Em vez de ler, que tal ouvir este artigo?

 

Para alavancar os resultados das operações de seu atacado distribuidor, tomar uma decisão rápida é crucial. Para possibilitar isso, é recomendado adotar ferramentas que possam fornecer uma visão clara e ampla da rotina e dos processos do negócio, como é o caso do ERP. Porém, não basta apenas contratar uma solução para isso. É preciso que as ferramentas de seu atacado realizem uma integração com ERP, potencializando a operação e seus resultados.

Uma integração com ERP (Enterprise Resource Planning) eficiente pode fazer com que seus processos internos sejam mais ágeis, fluidos e dinâmicos. Mas, para que isso seja viável, é importante unificar plataformas com fontes de dados da empresa confiáveis e atualizados, evitando redundâncias, perda de tempo e de inteligência de negócio.

No artigo de hoje, vamos falar mais sobre a importância de utilizar uma solução que realiza integração com ERP. Saiba como seu atacado distribuidor pode se tornar mais eficiente e quais os benefícios que um sistema integrado pode trazer para seu negócio. Confira mais a seguir.

Faça o download da nossa planilha de gerenciamento da Curva ABC!

O que é ERP e para que ele serve?

O software Enterprise Resource Planning (ERP) é uma solução digital de gestão empresarial capaz de integrar as diversas áreas de uma empresa – automatizando processos e possibilitando análises de informações em tempo real.

Esse tipo de ferramenta ganha cada vez mais destaque nas empresas de alta performance de todos os portes, por sua abordagem centralizada no gerenciamento de processos de negócios mais eficientes e enxutos. Com uma solução de ERP, você pode coletar, armazenar, gerenciar e interpretar dados de várias unidades de negócios.

E, ao coletar dados transacionais compartilhados de uma organização de várias fontes, os sistemas ERP eliminam a duplicação de dados e fornecem integridade das informações, o que é crucial para melhores processos de tomada de decisão no atacado distribuidor.

Quando otimizados, os sistemas ERP podem gerar eficiência, reduzir custos e aumentar a lucratividade. Na era digital, o uso dessas ferramentas torna-se fundamental para que seja possível gerenciar as inúmeras atividades que acontecem simultaneamente nos negócios.

Veja quais são os principais recursos de um ERP que podem beneficiar seu atacado distribuidor:

Gestão financeira

O componente de gerenciamento financeiro em um sistema ERP armazena, monitora e analisa todos os seus dados financeiros – incluindo contas a pagar, contas a receber, custos, orçamentos e previsões. Isso ajuda a revelar informações sobre seus gastos, para que seja possível identificar tendências de lucro e oportunidades de reduzir custos e desperdícios.

O software de ERP com um robusto recurso financeiro deve garantir que as empresas atendam aos requisitos de relatórios financeiros e fiscais com um único sistema contábil, bancário e de pagamento.

CRM (Customer Relationship Management)

Seu sistema ERP deve ajudar a reunir dados que permitam que vendedores externos e planejadores de marketing atendam melhor às necessidades, preferências e padrões de compra dos clientes do atacado. Um componente de CRM permite que você faça isso acompanhando todos os dados relevantes.

As informações que se obtém de um componente de CRM ajudam a otimizar seus esforços de marketing e vendas. O CRM também auxilia no gerenciamento das atividades de faturamento, fornecimento de informações relevantes e em tempo real para as melhores propostas preparadas e monitoramento do status geral dos contratos para ajudá-lo a se manter bem informado o tempo todo.

Um grande benefício do CRM é acompanhar o histórico de compradores de seus clientes. Com esses dados em mãos, você pode sugerir compras adicionais por meio da venda cruzada ou do upselling.

Quando falamos sobre a integração com ERP, também é fundamental considerarmos todos esses recursos úteis do CRM. As informações das ações executadas pelo seu time comercial podem agregar ainda mais valor para a geração de informações úteis que guiam o trabalho da empresa.

Recursos Humanos (RH)

Os funcionários são uma prioridade para o atacado distribuidor. Afinal, sem eles, sua empresa não existiria nem geraria vendas. Assim, o componente de RH em seu sistema ERP deve ser capaz de lidar com todo o escopo de gerenciamento de funcionários – incluindo a integração, o gerenciamento de remuneração e a pontualidade.

Para muitas organizações, o módulo de RH é especialmente útil para o controle da folha de pagamento. Submeter folha de pagamento e emitir depósitos diretos à mão é incrivelmente demorado. Um componente de RH automatiza pagamentos, incluindo deduções de impostos e benefícios, o que economiza tempo para você se concentrar em tarefas mais estratégicas.

Gerenciamento da cadeia de suprimentos

Você quer otimizar sua cadeia de suprimentos? A melhor forma de colocar isso em prática é com a coleta de dados em tempo real. Esses dados permitem manter o controle de sua cadeia de suprimentos para que seja possível encontrar e corrigir problemas à medida que eles acontecem, em vez de esperar até receber os dados um dia ou mais após o fato.

Encontrar rapidamente informações e compartilhá-las prontamente com os parceiros de fornecimento pode ter um impacto significativo na cadeia de suprimentos de uma distribuidora. Portanto, a integração de um sistema de entrega com ERP, compartilhando esses dados, pode fazer toda a diferença para o sucesso do negócio.

Baixe nosso material gratuito sobre os principais indicadores para o atacado distribuidor!

Por que promover integração com ERP no seu atacado distribuidor?

Com tantas funcionalidades que abrangem toda a organização, muitas empresas assumem que podem utilizar simplesmente uma solução de ERP para todas as suas necessidades. No entanto, é possível alcançar resultados ainda melhores quando há uma solução que realiza integração com ERP.

Afinal, essas soluções digitais apresentam recursos e objetivos diferentes. Enquanto uma ferramenta como força de vendas está focada no desempenho comercial da empresa, o ERP integra os dados de toda a estrutura organizacional – o que inclui os resultados de marketing, vendas, estoque, logística, financeiro, etc.

Portanto, é exatamente neste ponto que ocorre uma intersecção entre essas duas ferramentas. É possível tornar as informações do ERP ainda mais completas com esse tipo de integração, e a força de vendas pode utilizar informações mais ricas que são geradas por conta da integração com ERP.

Quando você garante que a sua força de vendas tenha integração com ERP, é possível ter acesso a diversas vantagens:

  • Assertividade na venda: com a combinação das informações coletadas do cliente com as ações desenvolvidas pelos vendedores, torna-se possível realizar abordagens mais assertivas – entregando uma experiência mais satisfatória ao cliente;
  • Sugestões de vendas: com base nos dados coletados e processados pelas duas ferramentas digitais, você pode ter acesso a boas sugestões de vendas para os seus clientes;
  • Acompanhamento financeiro dos pedidos: a equipe de vendas externa visualiza títulos vencidos ou a vencer, bem como o limite de crédito do cliente. Com base nisso, os vendedores conseguem ajudar nas cobranças e evitar casos de inadimplência;
  • Dados mais confiáveis e atualizados: em vez de ter de acessar dois sistemas diferentes para encontrar as informações que você está buscando, a integração com ERP permite que os dados fiquem centralizados em uma única plataforma;
  • Controle das despesas da equipe comercial: fique de olho no histórico de despesas com viagens, transportes e outros custos necessários para o desenvolvimento das atividades comerciais. Todos esses dados podem ser sincronizados no seu ERP com a integração;
  • Cadeia de processos integrada: quando um vendedor fecha uma venda, essa informação pode automaticamente entrar no seu ERP quando é feita a integração. Isso significa que os controles financeiro, contábil e de estoque podem ser atualizados em tempo real – gerando informações de qualidade para todos os profissionais envolvidos nesses processos.

Quais os principais benefícios da integração com ERP para o atacado distribuidor?

A evolução da tecnologia causou uma grande revolução dentro das organizações. Vários processos que demandavam tempo passaram a ser executados de forma automática. Além disso, surgiram novas possibilidades que antes eram inviáveis de serem colocadas em prática. Entre essas possibilidades, está o processamento de um grande volume de dados em pouco tempo.

Imagine como seria integrar as informações de vendas com os dados gerenciais do restante da organização sem uma tecnologia de suporte. O tempo e a força de trabalho necessários para isso tornariam essa atividade inviável – e garantir que os dados estivessem atualizados em tempo real seria impossível.

No entanto, as soluções digitais integradas vieram para mudar isso. Quando as ferramentas utilizadas, como o força de vendas, possuem integração com ERP, torna-se possível monitorar não apenas os resultados comerciais, como também o seu impacto em outras áreas do atacado distribuidor.

Além disso, saber aproveitar as ferramentas da integração com ERP torna possível que a automação de determinados processos em seu atacado seja impulsionada a um novo patamar. Um sistema financeiro, por exemplo, pode estar interligado a dados de estoque, o que, por sua vez, permite uma administração mais ágil do capital de giro.

Uma das principais funções de um sistema ERP está em centralizar informações e transformar dados em ativos para a inteligência de mercado (Business Intelligence, ou BI) da operação. Em um segmento competitivo, como o atacado distribuidor, é importante que os dados permitam uma ação rápida para se estar à frente da concorrência. E com a integração com ERP isso torna-se muito facilitado.

Outros benefícios desse tipo de integração incluem:

Padronização de processos

A cadeia de distribuição do atacado passa por muitos setores. Um problema que pode ocorrer em virtude disso está na descentralização das práticas realizadas. Já ao investir na integração com ERP, a base de dados pode alimentar esses setores de maneira a padronizar tais processos. Isso, por sua vez, permite maior agilidade, possibilitando também maior convergência e alinhamento entre os setores.

Melhor visibilidade do estoque

É importante lembrar de que a integração com ERP com outros sistemas não é somente uma questão interna. A forma como a experiência do usuário é percebida sofre um grande impacto se há uma integração bem implementada ou não.

Com uma solução de ERP integrada de maneira inteligente, suas informações sobre o estoque tornam-se mais visíveis e confiáveis, o que permite um melhor controle sobre a movimentação e precificação dos itens de acordo com a variação de seu fluxo.

 Gestão fiscal eficiente

Com uma integração com ERP bem implementada, outro benefício potencial é a automatização de rotinas do setor financeiro e uma organização mais assertiva da gestão de créditos. Além disso, é possível ter um acompanhamento do fluxo de caixa mais preciso, identificando mais facilmente os dados financeiros e fiscais necessários para ajustes e tomadas de decisões.

Refinamento das estratégias de vendas

O problema da setorização sem uma integração de ERP pode, no longo prazo, engessar o planejamento dos setores de venda de seu atacado.

Afinal, sem indicadores de performance precisos e dados acurados, a definição de metas pode não corresponder aos resultados ou, em alguns casos, não ser capaz de se ajustar a grandes mudanças que podem ocorrer de acordo com determinados resultados em alguns pontos de vendas.

Quais problemas seu atacado distribuidor pode enfrentar ao usar uma solução que não tenha integração com ERP?

Ao não integrar sistemas, dados e processos, seu atacado distribuidor perderá potencialmente tempo, eficiência e dinheiro. Afinal, realizar processos compartilhados entre áreas, porém de maneira não integrada, irá tornar as atividades mais demoradas, propensas a erros, irá gerar dados duplicados e desperdício de recursos humanos, materiais e financeiros.

Além disso, seu negócio perderá em termos de inteligência de dados, já que, ao mantê-los descentralizados e não conectados, será moroso e difícil consolidá-los e cruzá-los para gerar insights sobre oportunidades e gargalos na operação e na estratégia de seu negócio.

Tudo isso também poderá refletir na qualidade do atendimento e na satisfação de seus clientes. Isso porque obter informações precisas e de maneira ágil fica muito mais desafiador quando os dados não estão integrados e facilmente acessíveis. E isso gera uma experiência negativa para o cliente, que se torna menos propenso a manter sua fidelidade com o seu atacado distribuidor.

Como escolher o ERP ideal para seu atacado distribuidor?

É importante buscar no mercado soluções modernas, já testadas e aprovadas no segmento de negócio dos atacados distribuidores. O melhor tipo de ERP será aquele que possui módulos e recursos que permitem um gerenciamento completo das áreas de negócio por meio da ferramenta.

Além disso, é fundamental que o ERP apresente atualizações, para que sua empresa conte sempre com uma ferramenta completa e preparada para ajudar a vencer os principais desafios atuais. Contratar uma solução junto a uma empresa que ofereça suporte, de modo que seu atacado consiga extrair os maiores benefícios com a ferramenta, também é crucial.

Ainda, o ERP deve oferecer uma interface facilmente integrável a outras ferramentas, sem maiores esforços ou investimentos para este tipo de ação.

Quais os principais tipos de integração possíveis com o ERP?

A integração com ERP necessita, antes de tudo, de um planejamento robusto. É necessário definir com clareza quais são os objetivos que sua supply chain necessita e quais metas serão projetadas a partir disso.

Para que a integração com ERP seja realizada com sucesso, é recomendado conduzir, junto à empresa responsável pela implementação da solução, uma consultoria que entenda os pontos fortes e a melhorar de sua organização. A integração com ERP pode ser realizada, basicamente, das seguintes formas:

Com base em um banco de dados

A integração com ERP é feita utilizando-se um banco de dados em comum. Com os softwares e ferramentas ideais, esse banco é adaptado de acordo com os programas e sistemas que serão mantidos.

Informações como SKU e precificação de produto, por exemplo, podem ser adaptadas de acordo com a necessidade e objetivos de sua operação.

Migração de dados

Neste caso, dados são exportados (ou importados) de um sistema para outro. Esse processo geralmente é automatizado pelas ferramentas mais modernas.

Os sistemas da Máxima, por exemplo, permitem a integração com qualquer ERP do mercado, oferecendo uma boa gestão caso seja necessário um processo que lide com um grande fluxo de dados nessa migração.

Integração com ERP por API

Interfaces de Programação de Aplicativos (ou APIs) também podem ser indicadas para a integração, já estando presentes em muitos sistemas que podem ser integrados ao ERP, como plataformas de e-commerce e ferramentas de comunicação interna, por exemplo.

Ao adotar uma solução que já “conversa” com uma integração de conjunto de dados implementável via API, o processo torna-se mais fácil de ser alinhado.

Como as soluções da Máxima fazem essas integrações?

Organizar e fazer a integração com ERP de uma grande operação descentralizada pode ser um desafio grande. Um atacado pode, no processo, lidar com informações e dados diversos que antes eram pontos cegos ou dados inacessíveis da cadeia de distribuição.

Por isso é importante, ao utilizar uma integração com ERP, que se opte por uma solução de um parceiro que tenha experiência em atuar no segmento atacadista distribuidor.

Sistemas de ERP integrados a BI, como o ERP Winthor, por exemplo, são largamente presentes neste segmento. Como o sistema conta com funcionalidades diversas de faturamento e projeção, é importante que se adote uma solução ágil e que seja acessível para as rotinas comerciais e ações com fornecedores.

E isso é feito pelas soluções da Máxima, que se integram com qualquer ERP do mercado. A Máxima é líder neste segmento, provendo soluções que são rápida e facilmente integradas aos sistemas já utilizados nos atacados.

Isso também vale para a solução de e-commerce da LifeApps, cuja integração com soluções da Máxima voltados às distribuidoras ocorre de maneira ágil e descomplicada.

Ouça no MáximaCast um episódio sobre a solução de e-commerce da LifeApps e o ERP WinThor e saiba mais sobre como ocorre esta integração:

Saiba mais sobre as soluções para força de vendas da Máxima e descubra como elas podem ser integradas e ajudar a potencializar os resultados de seu atacado distribuidor.