Em vez de ler, que tal ouvir?

Visibilidade e transparência de ponta a ponta é um tema importante no mundo da logística. Os parceiros da cadeia de suprimentos estão sempre buscando ativamente as melhores maneiras de agregar e controlar seus dados. Por isso, uma tendência crescente é o uso do que é conhecido como torre de controle logística.

Essa solução de software relativamente nova busca melhorar a visibilidade sobre toda a cadeia de suprimentos – incluindo os profissionais envolvidos no processo, clientes e meios de transporte.

Neste artigo, vamos compreender melhor o que é a torre de controle logística e qual sua função. Confira!

O que é a torre de controle logística?

Para compreender o que é a torre de controle logística, vamos começar com alguns dos mitos comuns que cercam essa tecnologia:

  • Primeiramente, uma torre de controle não é uma “torre de computador” real. Não é um produto físico que você compra, é uma solução baseada em nuvem que atua como um centro de coleta e distribuição de dados.

  • Em segundo lugar, uma torre de controle não “controla” as operações de logística. Ele não gerencia a produção de mercadorias, o armazenamento desses itens ou assume automaticamente o processo de pedido.

  • Terceiro, não é uma solução perfeita. A tecnologia continua a melhorar sua capacidade, mas está longe de ser perfeita atualmente.

Essencialmente, a torre de controle logística visa fornecer maior visibilidade entre os parceiros comerciais. Trata-se de um hub central de coleta de dados que organiza os dados e os distribui para as partes interessadas em um formato consistente.

Ela captura análises em tempo real e permite que os provedores de logística melhorem suas operações, se tornem mais flexíveis às crescentes demandas dos consumidores e, por fim, melhorem a visibilidade da cadeia de suprimentos de ponta a ponta.

Características da torre de controle logística

As principais características da torre de controle logística dizem respeito aos três pilares que fundamentam seu funcionamento. Eles são:

  • Pessoas. São as pessoas que ficam responsáveis pela análise necessária para cada tomada de decisão. Para isso, é possível usar os relatórios gerados com base nas informações coletadas pela torre de controle logística. A partir disso, são traçadas estratégias de ação e identificadas as soluções para possíveis problemas.

  • Processos. Usando a torre de controle logística é possível atender demandas relacionadas aos processos – como auditorias, planejamento logístico, análise de eficiência, cotações, monitoramento de cargas e pagamento de faturas.

  • Tecnologia. A torre de controle logístico combina diversas tecnologias para promover uma visão clara e em tempo real das operações. Isso inclui sistemas de monitoramento e rastreamento, aplicação de software ERP (Enterprise Resource Planning) e comunicação com o motorista.

Quais são os objetivos da implementação de uma torre de controle logística?

Quando uma organização está procurando adquirir uma solução de torre de controle, ela normalmente estabelece metas e objetivos que a solução ajudará a alcançar. Cada cadeia de suprimentos é única e possui atributos individuais. No entanto, existem alguns objetivos comuns que podem ser alcançados:

Melhoria das operações da cadeia de suprimentos

A torre de controle logística pode ser configurada para ajudar as empresas a obter melhores insights sobre a retenção de suprimentos e matérias-primas. Da mesma forma, pode ajudar as transportadoras a melhorar sua capacidade de atender aos pedidos dos clientes rapidamente.

Visibilidade de ponta a ponta

Existem várias partes interessadas envolvidas no mundo da logística. Fornecer a todas elas os detalhes sobre seus movimentos de carga pode ser um desafio. Para combater isso, a maioria das empresas de logística tenta alcançar alta visibilidade ponta a ponta. Esse nível de transparência ajuda clientes e parceiros a se manterem informados.

Entregas dentro do prazo

Melhores insights e informações precisas ajudam as empresas a melhorar suas taxas de entrega. Uma torre de controle logística otimizada contribui fortemente para atingir esse objetivo importante.

Processo autônomo de tomada de decisão

As habilidades de tomada de decisão geradas pela torre de controle logística são uma de suas características principais. O processo de coletar dados, analisá-los, executar possíveis situações e tomar a prescrição necessária para aumentar a eficiência e reduzir custos é algo a se considerar.

As torres de controle coletam dados / informações essenciais e executam os processos necessários automaticamente, implementando com eficácia a estratégia mais eficiente. Essa abordagem de autonomia transformará seu processo de negócios com o poder dos dados que antes requeriam várias horas humanas em pesquisa para atingir os objetivos definidos.

Redução de custos

O compartilhamento de informações e a comunicação eficaz entre os participantes de uma cadeia de suprimentos permite uma troca de dados no menor tempo possível. E isso geralmente reflete em um custo menor. Com a torre de controle logística e a implementação dos parâmetros apropriados, é possível limitar a perda de custo e tempo.

Ouça o MáximaCast abaixo e confira 5 dicas infalíveis para reduzir o custo da sua logística!

Comunicação aprimorada e compartilhada

A torre de controle da cadeia de suprimentos permite uma melhor comunicação e parceria entre os participantes cruciais de uma rede. Cada participante pode acessar as informações necessárias e dados compartilhados para compreender melhor o processo coletivo e as possíveis mudanças.

Produtividade aprimorada

Aplicando o poder dos dados e conceitos tecnológicos preditivos, as torres de controle podem identificar falhas, diagnosticar e recomendar soluções em tempo real. Esse recurso permite que as empresas trabalhem de maneira mais inteligente e se concentrem em atingir os objetivos desejados. As torres de controle logísticas também se adaptam e aprendem continuamente rotinas mais eficientes, limitando as horas manuais dedicadas à pesquisa e processos menos eficazes.

Quem pode usar a torre controle logística?

As torres de controle são usadas para melhorar a visibilidade em cadeias de abastecimento “complexas”. E uma cadeia de suprimentos é considerada complexa quando:

  • O seu escopo é interestadual ou internacional

  • A dependência de várias partes é alta

  • Muitas atividades da cadeia de suprimentos são terceirizadas

Níveis de controle da torre

A torre de controle logística pode resolver necessidades em diferentes níveis de controle. Veja quais são eles:

  • Nível pessoal: o indivíduo dentro de uma empresa é um ponto de partida natural, mas oferece benefícios limitados.

  • Nível de equipe: por exemplo um local ou divisão permite sinergia para o planejamento de transporte dentro de uma equipe, como mais combinações de entrada e saída ou coleta e entrega.

  • Nível da empresa: uma plataforma central dentro da empresa para otimização e visibilidade em diferentes locais. Isso significa otimização completa em todas as divisões de transporte da empresa – como com a gestão de vários depósitos ou trocando funcionários entre equipes.

  • Nível da cadeia de abastecimento: envolve clientes, subcontratados / agências e fornecedores. Isso pode ser puramente para fins de informação, mas também pode envolvê-los trabalhando no sistema, alcançando a otimização da cadeia de suprimentos em várias empresas.

  • Nível cruzado da cadeia de suprimentos: o nível final é ter uma torre de controle em várias cadeias de suprimentos. Do ponto de vista teórico, esta é a forma definitiva de trabalhar, mas do ponto de vista prático é um desafio: regras de cooperação horizontal são necessárias para uma participação justa nos lucros, para quais informações são permitidas e necessárias para a otimização adequada e se um a terceira parte (central) está envolvida na execução.

Como implementar uma torre de controle logística?

Cadeias de suprimentos complexas exigem informações rápidas e baseadas em dados: o status de um pedido, os custos logísticos de um produto, o desempenho de um parceiro da cadeia de suprimentos ou uma análise da causa raiz. Essas informações são necessárias para fornecer respostas rápidas e integrais às perguntas, e torres de controle com soluções de dados centralizadas são projetadas para fazer isso.

Mas como implementar uma torra de logística na sua empresa?

Requisitos básicos

Para configurar e operar uma torre de controle, você precisa de recursos específicos em:

  • Planejamento: equipe com experiência em cadeias de suprimentos

  • Gestão de eventos: equipe com experiência em operações de transporte

  • Inteligência de negócios: equipe com experiência em melhoria operacional

  • Gestão de parceiros da cadeia de suprimentos: equipe com experiência em operação logística

  • Gestão de TI: manipulação de ferramentas de TI para troca de dados com parceiros da cadeia de suprimentos (fornecedores, fabricantes e transportadoras), bem como gestão de sistema interno para armazenar os dados de forma estruturada e fornecer informações para apoiar as funções da torre de controle

Opção pela terceirização

Além disso, você deve considerar terceirizar ou não uma torre de controle. Essa decisão depende destes fatores:

  • Se for viável desenvolver internamente os recursos operacionais e de TI mencionados acima

  • O investimento necessário para uma solução interna vs os custos indiretos associados à terceirização

  • A compensação entre o maior controle em internalizar uma torre de controle precisa ser equilibrada com precisão com a maior flexibilidade que a terceirização oferece. Dependendo do escopo e do volume das torres de controle, pode ser necessário uma equipe de pequeno a médio porte em tempo integral para cobrir as habilidades necessárias.

  • A internalização, pelo menos nos estágios iniciais, tende a favorecer a qualidade do processo, enquanto a terceirização oferece uma solução com maior flexibilidade de longo prazo em relação a recursos e sistemas.

Definição de KPIs

Por fim, a implementação eficiente da torre de controle logística depende da definição de KPIs para garantir um controle efetivo – dando aos gestores uma visão de todos os detalhes da operação.

Cada empresa trabalha de uma forma e possui suas próprias necessidades, mas é fundamental que alguns pontos-chave sejam observados. Veja os principais KPIs que podem ser monitorados:

  • Tempo de entrega e coleta;

  • Total de tempo do veículo parado em trânsito e no pátio;

  • Quantidade de veículos em processo de carregamento ou descarregamento;

  • Total de veículos carregados;

  • Otimização dos veículos a cada transporte;

  • Veículos próximos à sede da empresa;

  • Total de atrasos e seus respectivos motivos.

Essas são algumas das informações que permitem que a equipe tenha conhecimento sobre vários pontos importantes para o funcionamento da cadeia de suprimento. Por sua vez, os gestores podem acompanhar as evoluções a partir da implementação da torre de controle.

Você já sabia o que é torre de controle logística e qual é a sua função? Confira também o MáximaCast 86: Torre de controle, a estratégia perfeita para alavancar sua logística!