Em vez de ler, que tal ouvir o artigo?

 

Se você está trabalhando em um home center pela primeira vez, ou se já é experiente nesse mercado, é essencial ter o sistema de pedidos para home center certo para o seu sucesso. Seu sistema de pedidos é o componente central do Home Center, e muito mais do que apenas uma maneira de os clientes pagarem por suas compras.

Um ótimo sistema pode mesclar e simplificar operações cruciais da jornada do cliente na loja, além de fornecer um fluxo constante de dados que você pode usar para tomar decisões de negócios informadas. Algumas das capacidades de um sistema de pedidos para Home Center de qualidade incluem:

  • Emissão de pedidos;
  • Cadastro de clientes;
  • Consulta de estoque;
  • Relatórios de vendas;

No entanto, com muitos sistemas de pedidos para Home Center diferentes, como você sabe o que é certo para a sua empresa? Esteja você procurando pelo seu primeiro sistema ou aprimorar o serviço oferecido pelos seus vendedores, encontrar a solução perfeita não precisa ser uma dor de cabeça.

Aqui está o nosso guia com os 9 pontos que você deve considerar ao escolher um sistema de pedidos para Home Center!

Baixe nosso e-book gratuito e saiba como treinar sua equipe de vendas!

O Guia de Ouro para Treinar sua equipe de vendas em tempos difíceis

O que é um sistema de pedidos para Home Centers?

Existem centenas de sistemas de pedidos disponíveis para empresas do mercado de construção, e vários são voltados especificamente para os Home Centers. No entanto, a escolha do melhor sistema de pedidos para o seu negócio requer análise e consideração cuidadosas.

Um sistema de pedidos compreende hardware e software instalados no ponto de venda para facilitar a jornada do cliente pela loja. Você pode trabalhar com um provedor que oferece tudo o que você precisa (software e hardware) ou emparelhar o software com o hardware que você compra de terceiros.

Os Home Centers têm a opção de usar o software de pedidos local, baseado em servidor, que armazena dados de vendas no local; no entanto, os melhores programas são soluções SaaS baseadas em aplicativo ou em nuvem.

O uso de uma solução baseada em nuvem é comum entre os varejistas de outros setores, pois permite visualizar dados de vendas online e em tempo real. Além disso, o software de pedidos baseado na nuvem é geralmente mais acessível, o que é especialmente ideal para Home Centers que possuem vários locais, ou com um orçamento apertado.

Independentemente de você escolher o software no local ou baseado em nuvem, verifique se o sistema é compatível com seu ERP e se possui os complementos necessários.

Ao selecionar um sistema de pedidos para home center, considere o tipo de hardware que você deseja usar e qual será o mais prático para sua loja. O hardware pode ser um terminal fixo ou um dispositivo móvel, como um tablet ou iPad. Muitas empresas preferem o hardware móvel, pois geralmente é mais barato e oferece mais flexibilidade.

Embora cada empresa seja única, o hardware típico de PDV necessário para o seu negócio inclui um tablet e suporte, scanner de código de barras e impressora de recibos. Além disso, pode ser necessário um leitor de cartão ou terminal de cartão de crédito.

Alguns provedores de software para Home Centers possuem hardware proprietário que você precisa usar, enquanto outros permitem que você use componentes de hardware de terceiros. Porém, pode haver marcas e modelos específicos que são compatíveis apenas com o software.

Antes de continuar, veja o case de sucesso da Disma Embalagens, que adotou um sistema de pedidos e otimizou em 20% o tempo útil dos seus vendedores!

Conheças as principais tecnologias para o representante comercial

Quais são os recursos essenciais de um sistema de pedidos para Home Centers?

Claro, você pode adquirir um sistema de pedidos com recursos básicos, como gerenciamento de inventário e registro de dados, mas, para realmente tirar valor do seu investimento, é importante verificar se o sistema possui os seguintes recursos essenciais:

1. Sistema totalmente integrado

O seu sistema de pedidos para Home Centers deve ser totalmente integrado ao seu ERP. Não importa onde ou quando você administra sua empresa, os dados são sincronizados instantaneamente em todos os dispositivos.

O sistema de pedidos também deve ser fácil de usar e aprender. A interface gráfica deve ser personalizável, para se ajustar a todas as necessidades do seu negócio. POS, tablets e PDV móvel também compartilham o mesmo aplicativo, diminuindo o tempo de treinamento.

O sistema também pode ser usado para treinamento de pessoal. Os gerentes podem definir parâmetros de maneira fácil e rápida, sempre que necessário, para treinar os funcionários na venda assistida.

2. Visibilidade do estoque

O controle convencional de estoque pode ser um processo complexo e demorado, mas, felizmente, a maioria dos sistemas de pedidos pode tornar o gerenciamento e visualização de seu estoque para vendas uma tarefa muito mais simples.

Isso é especialmente importante se você tiver várias filiais ou armazéns, pois são necessárias informações sobre o estoque atual, o recebido e de outros locais de varejo para sua operação diária.

No entanto, um bom sistema fará mais do que apenas rastrear seu inventário. Muitos agora oferecem opções como criação de pedidos, lembretes de reposição de estoque e transferência entre locais.

É altamente recomendável que você escolha um sistema de pedidos que possua fortes recursos de inventário. As atualizações em tempo real permitem que sua equipe tenha as informações de estoque de que precisam quando e onde mais precisam.

3. Pedidos móveis

Estamos na era digital e, neste momento, nenhuma empresa pode se dar ao luxo de não ter um sistema de pedidos que não seja móvel. Normalmente, você deseja procurar um sistema na nuvem que tenha um aplicativo móvel para poder executar seu software em dispositivos como tablets ou smartphones.

Os registros móveis são fantásticos porque permitem que você ligue para alguém em qualquer lugar da loja, evitando filas. Você também pode permitir aos seus vendedores na loja criar pedidos ali mesmo, agilizando a jornada do cliente.

Isso cria um senso de urgência nos clientes (que se sentem mais impulsionados a fechar a compra), além de melhorar a experiência dentro deles na loja — o que, por sua vez, os traz de novo para comprar no seu Home Center.

4. Histórico de compras

Os gerentes de vendas e de marketing precisam acessar o registro do histórico de compras de cada cliente para criar ações que permitam ao Home Center crescer. Seu sistema, portanto, deve permitir que os funcionários realizem o cadastro de clientes e comunique com seu CRM.

Isso permitirá que os funcionários devolvam itens quando o recibo foi perdido ou até mesmo façam check-in e vejam o que um determinado cliente gosta de comprar. De uma visão mais ampla, o histórico de compras ajudará você a tomar decisões sobre marketing e merchandising.

Uma experiência totalmente personalizada permite que você adapte o marketing e as promoções aos clientes com base em seus comportamentos e preferências.

Seu sistema de gerenciamento de varejo deve fornecer informações sobre quem são seus melhores clientes e o que você pode fazer para mantê-los engajados.

5. Vendas assistidas

Ofereça à sua equipe uma poderosa ferramenta de vendas assistidas, que pode ajudá-los a fornecer um atendimento ainda melhor.

Aumente o tamanho do carrinho de compras com recomendações relevantes do produto: o sistema de pedidos pode usar inteligência artificial e aprendizado de máquina para fornecer sugestões significativas com base em compras anteriores.

O sistema também deve permitir aos seus vendedores encontrar itens rapidamente, oferecendo um poderoso mecanismo de pesquisa para várias fontes de dados.

6. Geração de relatórios

Para que seu negócio seja bem-sucedido, você precisa entendê-lo da melhor maneira possível. Isso significa ter acesso aos dados que permitirão que você tome as decisões corretas.

O big data pode ser uma palavra da moda, mas não há dúvida de que ajuda os varejistas — e Home Centers — a obterem bons resultados.

Quanto mais opções de relatórios o sistema de pedidos escolhido oferecer, mais você poderá se aprofundar para obter as informações específicas necessárias para ter total conhecimento dos seus negócios.

Economize tempo com relatórios que explicam o progresso e a projeção de seus negócios. Acesse dados valiosos em tempo real para tomar decisões informadas e otimize seu fluxo de trabalho para obter eficiência.

7. Suporte ao cliente

Você definitivamente perderá dinheiro sempre que seu sistema de pedidos estiver inoperante, por isso é uma necessidade absoluta escolher uma solução que forneça suporte técnico em tempo real.

Embora a maioria dos sistemas de pedidos exija que os proprietários de empresas deixem uma mensagem e esperem por uma resposta, os melhores sistemas fornecerão suporte imediato 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Isso é duplamente importante se você estiver usando uma das empresas que também atua como processador de pagamentos. A funcionalidade do processador do cartão de crédito é muito diferente dos recursos e funcionalidades nativas do sistema de pedidos, portanto, você deve garantir que o nível de suporte seja o mesmo para ambos.

Os varejistas experientes sabem muito bem o que é causado pelos problemas dos processadores e fazem todos os esforços para se proteger contra isso.

8. Desempenho da equipe

Quem são seus associados com melhor desempenho? Existe alguém que precisa melhorar? Você está definindo as metas de vendas certas? Com as ferramentas de relatório de funcionários, responder a essas perguntas seria fácil.

É provável que haja muitos assistentes de vendas trabalhando no seu Home Center. Você precisa de um sistema que permita criar um usuário para cada um deles para poder acompanhar as vendas que cada pessoa realiza. Esse recurso permitirá que você defina metas de vendas (ou veja se um de seus funcionários esteja tendo problemas).

Você também deve ter um sistema de pedidos que permita proteger com senha cada usuário, além de lhe dar a chance de escolher se deseja ou não fazer o login para cada nova venda realizada.

Essa escolha depende, é claro, da maneira como sua loja é administrada. Por exemplo, em grandes lojas, como a Target, um funcionário faz o login uma vez e permanece conectado durante o tempo que passa no registro.

Isso ocorre porque os funcionários ficam estacionados em um registro por um longo período de seu turno. – enquanto em muitas lojas de shopping centers, os funcionários efetuam login a cada nova venda, porque espera-se que saiam de trás da mesa quando a venda terminar.

9. Promoções e campanhas de desconto

Pode ser necessário executar promoções ou descontos para mover seu inventário. Escolha um sistema que permita fazer isso com facilidade, para que você não precise se preocupar em atualizar manualmente os preços ou as informações do produto ao fazer descontos.

Para uma loja com mais de um local físico, é essencial um recurso de transferência de estoque para atender campanhas de desconto. A transferência de estoque facilitará a movimentação de itens entre lojas.

Conclusão

Analisando os recursos acima, você deve ter uma ideia de quais soluções são adequadas para o seu Home Center. Use esse conhecimento para criar uma lista de algumas de suas principais opções, e entre em contato com os fornecedores de software para ver se eles podem oferecer mais informações.

Um ótimo sistema de pedidos para Home Center oferecerá todos esses recursos, facilitando o máximo possível o foco no crescimento de seus negócios, em vez de se preocupar com coisas que você não pode fazer. Não aceite menos.

Gostou do nosso artigo? Siga a Máxima nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades!