Em vez de ler, que tal ouvir?

Há uma questão importante que define o tom entre os desafios atuais da cadeia de abastecimento: alcançar uma logística sustentável.

Como sabemos, alcançar eficiência na cadeia de suprimentos do atacado distribuidor envolve principalmente melhorar o atendimento ao cliente e reduzir custos. Para isso, as atividades de distribuição e transporte – que fazem parte da última etapa da cadeia – enfrentam riscos diretamente relacionados à velocidade de entrega exigida pelos clientes e ao impacto do transporte no meio ambiente.

Ambos os aspectos requerem um foco na sustentabilidade que considere um sistema logístico que promova o desenho ideal de rotas e viagens mais curtas para diminuir as emissões que poluem o meio ambiente. Consumidores e empresas de todos os setores estão desenvolvendo cada vez mais uma consciência ambiental que colocam em prática em suas operações e no dia a dia, que também exigem de seus fornecedores diretos.

Apesar dessa forte tendência da logística sustentável, ainda existe uma preocupação sobre o risco de uma atuação sustentável (para o meio ambiente) não ser tão sustentável (financeiramente) para a empresa. Porém, essa é uma crença equivocada. Em alguns momentos, é importante fazer investimentos para ter uma logística mais sustentável – mas esses investimentos retornam em uma otimização dos recursos da empresa.

Neste artigo vamos compreender melhor a importância da logística sustentável para o futuro do atacado distribuidor. Confira!

O que é logística sustentável?

A logística sustentável visa reduzir o impacto do armazenamento e transporte de mercadorias no meio ambiente – como emissões de CO2, poluição sonora e acidentes. Nesse sentido, o atacado distribuidor deve buscar o equilíbrio entre o crescimento financeiro, o cuidado com o meio ambiente e a saúde da sociedade.

Segundo Frank Appel, CEO da Deutsche Post DHL, a sustentabilidade é uma questão essencial para a logística, especialmente quando se trata de reduzir as emissões de carbono, e deve ser incorporada às estratégias corporativas porque clientes em todo o mundo estão exigindo cada vez mais uma logística mais ecológica.

Graças à sua experiência e contribuição estratégica para as cadeias de suprimentos, o setor de logística está desempenhando um papel importante nesses esforços ao lado de outras práticas corporativas e sociais que visam reduzir as emissões de carbono.

A importância da logística sustentável no atacado distribuidor

Quando bem planejada, a logística sustentável pode beneficiar a todos: o meio ambiente, a sociedade e a própria empresa. Afinal, a adoção de práticas ecologicamente corretas também gera uma série de vantagens para o atacado distribuidor.

Veja a seguir os principais pontos que ressaltam a importância da logística sustentável:

1. Redução da emissão de poluentes

A logística envolve o embarque de mercadorias de um local para outro, certo? Naturalmente, a responsabilidade básica de reduzir as emissões de carbono tem prioridade. Muitos veículos funcionam com combustíveis fósseis, no entanto, implementar uma solução “verde” para a frota de hoje pode significar a diferença entre uma pegada ecológica baixa e alta para sua empresa.

Os especialistas da indústria de transporte de hoje entendem como cada quilômetro de viagem representa emissões adicionais para a atmosfera. Ao reduzir o número total de quilômetros percorridos, a quantidade total de gases nocivos liberados é reduzida. Consequentemente, a organização não apenas polui menos o meio ambiente, mas também economiza com transporte.

Além disso, simplificar as opções de transporte por meios de alta eficiência, como transporte marítimo ou transporte em veículos elétricos, permite que um remetente crie uma solução eficaz e sustentável para transportar muitas mercadorias por grandes distâncias.

2. Redução da quantidade de produtos residuais

Ao pensar sobre os custos de transporte, o custo primário parece sempre refletir os custos de combustível. No entanto, cada veículo contém milhares de peças, galões de óleo e pelo menos quatro pneus, todos projetados para se desgastarem com o tempo. Cada um desses produtos tem expectativa de vida finita, e a ineficiência no transporte só resultará na reposição desses itens em um ritmo mais rápido. Infelizmente, esse aumento na taxa representa a perda de sustentabilidade.

Por exemplo, dirigir com um caminhão vazio de um destino a um centro de distribuição em outro estado cria muitas formas de lixo. A expectativa de vida de todos os materiais do veículo é cortada pela metade imediatamente, sem nenhum benefício para a empresa. Isso nem mesmo leva em conta as emissões nem o desgaste nas estradas nacionais.

Todo movimento custa dinheiro, e alguns desses custos nem são de responsabilidade da empresa, como danos em estradas. No entanto, cada ação consequente, como a reparação das estradas, resulta em um gasto adicional de energia em algum lugar.

3. Redução da quantidade de energia consumida

A quantidade de energia utilizada por um embarcador reflete sua sustentabilidade logística. Se um remetente opta por um meio de transporte mais rápido e com maior custo para o meio ambiente, as consequências podem facilmente superar os benefícios. Esse é o grande enigma da indústria de transporte. A opção mais rápida nem sempre é a mais eficiente, mas a opção mais eficiente geralmente é a mais rápida.

Realmente não parece que faz sentido, mas ao fazer pequenas alterações na quantidade de energia usada em todo o fluxo de processos, desde o carregamento até a embalagem até o transporte de várias remessas de pacotes, uma empresa pode fazer com que os produtos sejam entregues no prazo sem aumentar os impactos ao meio ambiente.

Obviamente, alguns clientes continuarão a esperar uma entrega imediata ou prioritária. No entanto, enviar um único item é ineficiente. O envio de vários itens por consolidação pode ser menos prejudicial do que o envio de 20 itens diferentes em 15 caminhões diferentes em vários estados. Essencialmente, menos tempo deve gerar uma economia igual ou maior que o custo de usar o método menos eficiente.

4. Alinhamento com as regulamentações e metas governamentais

A legislação ambiental está em evolução no Brasil, por isso as empresas podem começar a enfrentar regulamentos e estatutos ambientais diferentes para o envio de sua mercadoria. Se você não conseguir alcançar a sustentabilidade logística, ou seja, usar a logística para apoiar um certo nível de sustentabilidade, em um grau específico, você pode estar sujeito a multas, penalidades e outras consequências.

As regulamentações governamentais têm o objetivo básico de garantir às gerações futuras os recursos para sobreviver, e você tem uma participação nessa responsabilidade. Você não só economizará dinheiro ao alcançar a sustentabilidade nos custos de envio, como também poderá evitar essas consequências potenciais.

5. Aumento da conscientização entre a base de clientes

Os consumidores estão se tornando mais conscientes sobre o tipo de produtos que compram e como os respectivos vendedores operam. O mundo moderno e as mídias sociais tornaram o compartilhamento de informações sobre as atividades de uma empresa parte da vida de milhões de clientes, e a imagem de sua empresa depende de sua honestidade e papel em alcançar um futuro sustentável.

Algumas decisões erradas podem levar a uma reação massiva e boicote nos canais de mídia social, e seu negócio pode falir. Ao colocar foco na sustentabilidade e otimização logística com práticas comprovadas de sustentabilidade em vigor, você pode ajudar a minimizar os riscos e melhorar a percepção pública de sua empresa.

Confira como reduzir custos operacionais com logística integrada:

Quais alternativas sustentáveis sua empresa pode adotar?

Você quer colocar em prática a logística sustentável na sua empresa? Aqui estão algumas alternativas que você pode explorar para tornar isso uma realidade:

  • Mude para veículos mais eficientes e ecológicos. Atualmente, já existem alternativas de transporte menos poluentes, como carros elétricos e híbridos, que podem ser a chave para a logística sustentável no futuro. Isso significa sua empresa pode começar desde agora a investir na renovação da frota. Para colocar isso em prática, muitas empresas buscam iniciativas do governo ou buscam por empréstimos para cobrir essa necessidade – abrindo o caminho rumo à sustentabilidade.

  • Avalie o impacto do seu transporte no meio ambiente. Saber quanta poluição é criada pelo esforço de logística da sua empresa é o primeiro passo para alcançar metas sustentáveis. Para ter uma visão mais clara sobre isso, algumas organizações usam soluções digitais que fazem o cálculo da pegada ecológica de uma frota – facilitando a tomada de decisões no planejamento de rotas e cargas de transporte para torná-las mais eficientes e sustentáveis.

  • Apoie a logística verde. As empresas de logística podem transformar sistemas e processos para desenhar estratégias inovadoras que cuidem do meio ambiente, medindo e minimizando o impacto de suas atividades. O principal objetivo dessa filosofia é melhorar a eficiência do transporte, reduzindo despesas e seu impacto no meio ambiente.

  • Opte por energias renováveis. Como fontes de energia, as energias eólica e solar têm menor impacto no meio ambiente e diminuem o uso de combustíveis fósseis e eletricidade. Este é um esforço global adotado por indústrias de todos os setores que visam alcançar a sustentabilidade em suas operações. Especificamente, para o setor de logística, o Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar da Alemanha conduziu pesquisas que consideram viáveis para a instalação de painéis solares em veículos comerciais para reduzir o uso de hidrocarbonetos, emissões de CO2 e custos de transporte em geral.

  • Implemente a estratégia 4R: Reduzir, Reciclar, Reutilizar e Recuperar. Tanto para o modelo de manufatura quanto para a cadeia de suprimentos, almejar a sustentabilidade é atualmente um desafio essencial a ser enfrentado. Esta estratégia otimiza o uso de recursos e dispensa aqueles que não são necessários, reduzindo o desperdício, reutilizando quando possível e recuperando para evitar o desperdício de recursos. Além de contribuir para a melhoria do meio ambiente, também gera economias que aumentam a rentabilidade do processo de distribuição.

  • Priorize a roteirização inteligente. Um bom planejamento sobre a roteirização das entregas também contribui para uma logística sustentável. Trata-se de uma prática que traça as melhores rotas para as entregas ao cliente, gerando um aumento da vida útil do pneu e otimização do consumo de combustíveis – além da redução de custo com frota. Ou seja, um bom software de roteirização de entregas é sustentável tanto para o meio ambiente (reduzindo a emissão de poluentes) como para a empresa (otimizando a ocupação dos caminhões e a hora de trabalho da equipe).

Ouça o MáximaCast #22 e veja como a tecnologia do Google Maps pode ajudar você a encontrar a melhor rota.

Incorpore a logística sustentável para prosperar no mercado

A logística sustentável parece complexa, mas com um passo de cada vez é possível incorporá-la na sua empresa – fazendo aprimoramentos garantir muitos recursos para o futuro.

Muitas medidas de sustentabilidade logística podem exigir investimentos significativos. No entanto, as recompensas excederão os custos. Seus clientes verão sua empresa com confiança e muitos custos podem ser cortados neste processo. Além disso, você pode evitar penalidades pela violação dos códigos ambientais.

Os clientes estão cada vez mais interessados em proteger o mundo para as gerações futuras e sua marca precisa se adaptar a essa tendência. Afinal, sua empresa não pode se dar ao luxo de não se tornar um parceiro para alcançar um mundo sustentável, não é?

Você já conhecia a importância da logística sustentável para o futuro do atacado distribuidor? Quer ter uma visão clara do que acontece na sua logística? Então faça uma avaliação gratuita da logística do seu atacado distribuidor.