Em vez de ler, que tal ouvir?

A acuracidade logística é uma das métricas mais importantes para as operações no atacado distribuidor. Sem informações precisas, a empresa não pode planejar ou fazer previsões – causando falhas na cadeia de suprimentos, aumento dos custos e insatisfação dos clientes.

Ou seja, uma métrica simples pode se tornar responsável por vários efeitos negativos em efeito cascata. Por outro lado, o acompanhamento da acuracidade logística permite que os gestores tomem decisões mais precisas e tenham uma visão mais clara sobre toda a cadeia de suprimentos.

Mas como mensurar e utilizar corretamente a acuracidade logística? Confira neste artigo as principais informações sobre o assunto!

O que é acuracidade logística?

O termo “acuracidade” tem em seu significado a ideia de precisão. Quando aplicada na logística, a acuracidade significa ter informações exatas sobre os produtos estocados. Ou seja, uma equivalência entre o que está registrado no sistema e o que realmente consta no armazém físico.

A precisão do estoque é um dos principais fatores de desempenho em qualquer depósito ou centro de distribuição. Na verdade, ter a quantidade adequada de estoque (ou seja, não carregar muito de uma vez, mas ter o que você precisa quando precisa) é um fator de sucesso importante para a maioria das organizações.

O estoque só pode ser mantido de forma eficaz usando os processos certos e com procedimentos adequados de gerenciamento de estoque. A maioria dos problemas de estoque surgem de medidas de controle de estoque deficientes e da falta de processos adequados para relatar as transações que acontecem em tempo real dentro do armazém. Quando surge um problema de inventário, muitas organizações respondem de maneira reativa, em vez de tentar corrigir a raiz do problema.

As operações de armazém que são proficientes no gerenciamento de estoque e mantêm registros de estoque precisos terão:

  • Melhor gerenciamento de pedidos e demanda

  • Menos esforço de trabalho

  • Mais entregas no prazo

  • Uso otimizado do espaço e do equipamento

Como consequência disso, é possível manter a acuracidade logística. Dessa forma, essas organizações são mais propensas a superar e ter sucesso no competitivo mundo empresarial de hoje. Enquanto isso, seus concorrentes que pecam no gerenciamento do estoque possuem problemas de logística que afetam sua competitividade no mercado.

Como o controle do estoque pode dar errado?

O inventário não será preciso se:

  • A contagem total está correta, mas o item está armazenado vários locais e a contagem do local específico está errada.

  • O número do lote está errado

  • Os números de série no local diferem do registro

  • O item não está no local designado

  • O item está em vários locais, mas nem todos os locais fazem parte do registro

  • Os itens são identificados incorretamente ou rotulados incorretamente, mesmo se a contagem disponível estiver correta

  • Os itens são misturados na caixa

Quando esses problemas ocorrem, a acuracidade logística fica comprometida. Afinal, é impossível manter o fluxo de entregas funcionando corretamente quando os funcionários não conseguem encontrar as mercadorias no local em que deveriam estar – gerando pequenos problemas que evoluem em efeito cascata.

Mais do que isso, os controles internos ficam cada vez mais desatualizados conforme essas falhas persistem – aumentando os problemas na acuracidade logística e gerando informações cada vez menos precisas.

Confira o MáximaCast #40: Redução dos custos logísticos: em quê ficar de olho?

Como calcular a acuracidade logística?

Uma empresa depende da acuracidade logística para manter seus sistemas de produção e atendimento ao cliente. Para que esses registros sejam realmente precisos, eles devem conter informações precisas nas seguintes áreas:

  • Quantidade disponível

  • Localização do estoque

  • Unidade de medida

  • Número da peça

Se qualquer um desses itens em um registro de inventário estiver errado, todo o conjunto de informações pode ser considerado suficientemente incorreto para tornar o registro inteiro inútil. Por exemplo, a quantidade em estoque pode ser totalmente precisa, mas se o código do local estiver errado, a equipe de manuseio de materiais não conseguirá encontrar o item. Ou, se o número da peça estiver errado, um componente não pode ser usado. Consequentemente, o cálculo da acuracidade logística deve incluir todos esses elementos.

Para calcular a acuracidade logística, é possível considerar cada item separadamente ou o total armazenado. Em ambas situações, basta dividir o número contabilizado no estoque físico pelo que consta no sistema e multiplicar por 100:

Acuracidade  = Nº de itens contabilizados no estoque / Nº de itens que constam no sistema x 100

Por exemplo, 140 unidades foram contadas fisicamente, mas os registros mostram que 170 unidades de estoque estão lá. O cálculo seria:

1 – (140/170) X100 = 82,35%

Isso seria um pouco menor do que o que seria considerado um inventário preciso. As empresas devem almejar acima de 85% (é claro, idealmente 100%).

Como aumentar a acuracidade logística?

Todo negócio baseado em produto, não importa o setor, deve se concentrar em maximizar a acuracidade logística como parte de seus objetivos. Para que uma empresa tenha operações suaves, desde o recebimento de mercadorias de fornecedores até a entrega de pedidos aos clientes, os processos de gerenciamento de estoque devem ser otimizados.

Veja algumas dicas que vão ajudá-lo a aumentar a acuracidade logística:

1. Organização de armazém

Ter um espaço totalmente organizado para armazenar o estoque é crucial para um fluxo tranquilo de recebimento de mercadorias e atendimento de pedidos. O estoque deve ser categorizado de forma que o estoque de entrada seja armazenado de forma eficiente – e os itens armazenados sejam fáceis de serem encontrados e acessados para processar pedidos de venda.

Uma empresa pode perder dinheiro com custos de mão de obra (desperdício de tempo e dinheiro com métodos de armazenamento ineficazes), bem como com a retenção de clientes se os pedidos não forem atendidos no prazo devido à perda de estoque ou sistemas de armazenamento e entrega lentos.

Veja algumas dicas para organizar o armazém e aumentar a acuracidade logística:

  • Exibir mapas do armazém em áreas comuns para a equipe ver

  • Fornecer sinalização clara com descrições de itens

  • Rotular áreas, categorias e até unidades individuais, se necessário

  • Etiquetar as prateleiras vazias onde o estoque normalmente estaria

Como realizar a gestão de estoque adequando as necessidades do mercado? Ouça o MáximaCast abaixo e descubra!

https://soundcloud.com/maximacast/29-como-realizar-uma-gestao-de-estoque-logistico-eficiente-durante-a-pandemia

2. Adote um sistema de categorização

Categorizar itens juntos em um sistema específico com descrições claras para cada item ou categoria oferecerá os benefícios de um espaço de armazenamento de estoque bem organizado.

Isso também pode evitar atrasos no atendimento de pedidos, bem como perda de estoque – aumentando a responsabilidade e a eficiência nos espaços de armazenamento.

Veja algumas dicas de categorização para promover a acuracidade logística:

  • Use linguagem / números simples e fáceis de ler (considere a codificação por cores)

  • Inclua códigos de barras se houver sistemas automatizados

  • Exiba informações importantes, como descrição do item, contagem de unidades de estoque que podem ser embaladas juntas, datas de validade, etc.

3. Defina políticas internas

Ter processos bem definidos para todos os funcionários seguirem é o que garantirá que todas essas medidas de precisão de estoque sejam aplicadas de forma eficaz. Os procedimentos documentados são fundamentais e devem incluir os seguintes elementos:

  • Procedimentos operacionais padrão para receber e armazenar o estoque

  • Treinamento sobre como manusear, transportar e armazenar estoque

  • Diretrizes de categorização consistentes

  • Procedimentos para inventário danificado / expirado

4. Crie ciclos de contagem

Ao contrário da contagem de estoque tradicional (quando todas as operações cessam para contar tudo), a contagem cíclica envolve a realização de contagens regulares de pequenos subconjuntos de seu estoque total durante um período de tempo mais longo.

A contagem de estoque em ciclos fornece à empresa uma avaliação contínua de como o estoque está sendo registrado e se os procedimentos estão sendo cumpridos de forma consistente. Dessa forma, é possível manter a acuracidade logística de forma consistente – e não apenas em momentos pontuais.

Veja algumas dicas para criar ciclos de contagem:

  • Priorize itens com um valor alto ou mais volume de movimento

  • Passe por diferentes categorias de estoque para garantir que a precisão seja mantida com todos os tipos de estoque

5. Limite o acesso ao estoque

Limitar o acesso ao estoque pode ajudá-lo a evitar falhas e erros, dando apenas acesso ao documento a funcionários treinados selecionados e com a capacidade de manipular ou avaliar as métricas de estoque. Isso tornará muito mais fácil identificar a origem das imprecisões de estoque, ao mesmo tempo que se concentra na melhoria contínua da conformidade dos funcionários.

Veja algumas dicas para limitar o acesso ao estoque:

  • Designe um pequeno grupo de funcionários que tenham acesso aos dados e que participem das contagens de estoque

  • Reveja periodicamente quem tem acesso aos registros de inventário

  • Faça uma verificação cruzada com a precisão do inventário, para ver se há correlação com os dados. Isso pode revelar quais membros da equipe não estão conduzindo as políticas adequadamente

6. Use a tecnologia para otimizar o controle do estoque

Finalmente, aumentar a acuracidade logística por meio de processos de categorização, documentação, relatório e análise de dados requer um sistema eficaz e preciso. Métodos simples de caneta e papel ou planilha de gerenciamento de dados de inventário estão desatualizados e geralmente geram resultados ruins.

Com o surgimento de softwares sofisticados de gerenciamento de estoque, as empresas têm a oportunidade de melhorar sua precisão, eliminando a possibilidade de erro humano. As empresas podem aproveitar esta ferramenta para um processo de rastreamento mais eficiente e preciso de seu estoque.

Além disso, implementar a tecnologia no centro de distribuição é uma das melhores maneiras de melhorar a acuracidade logística, pois ajuda a reduzir a quantidade de trabalho manual necessária para atender e enviar um pedido. Um sistema de gerenciamento digital permite automatizar processos que tornam mais fácil para um selecionador de pedidos se concentrar na velocidade e precisão, enquanto fornece validações extras e verificações de qualidade em cada estágio de atendimento.

Outras métricas importantes para acompanhar

Quando falamos sobre a acuracidade logística, é importante ficar atento a outras métricas relacionadas:

Precisão na entrega de pedidos

A precisão na entrega de pedidos é uma métrica muito importante quando se trata da acuracidade logística. Ela mede a quantidade de pedidos que são processados, enviados e entregues sem nenhum incidente no caminho.

Quanto mais alta for essa taxa, melhor para o seu negócio. Você perderá menos dinheiro com devoluções de mercadorias imprecisas ou danificadas e aumentará o nível de satisfação de sua base de clientes.

Prazo de entrega

O desempenho do prezo de entrega refere-se à proporção de pedidos que foram enviados na data de envio solicitada ou antes dela – dividida pelo número total de pedidos.

Se o período de tempo entre o momento em que o cliente fez seu pedido e o momento em que o pedido está preparado para ser enviado for muito longo, isso pode apresentar alguns problemas no processo que precisam ser consertados. Quer se trate de processos de planejamento desatualizados ou sistemas de execução desconectados muito lentos para enfrentar uma demanda crescente, os problemas precisam ser resolvidos para responder rapidamente a eventos inesperados.

Tempo para entrega

A métrica de tempo para entrega busca rastrear o tempo necessário para um pedido preparado corretamente para chegar ao destino.

O tempo médio para entrega é medido a partir do momento em que o pedido é feito para envio e o momento em que é entregue no cliente. Depois de fazer o benchmarking e ter uma ideia do tempo médio de entrega de seu depósito para qualquer lugar, o objetivo seria diminuí-lo quando possível.

Confira, também, os 9 principais indicadores de logística de entrega:

Você já conhecia a importância de acompanhar a acuracidade logística? Faça uma avaliação gratuita da logística do seu atacado distribuidor!